1961-1985 – Saindo para o Mundo

Expansão da Atividade Missionária

Seguindo ao estabelecimento formal da igreja em 1954, a atividade missionária se expandiu rapidamente por toda a Coreia. O Rev. Moon se dedicou a sua missão, se preparando para cada dia com orações em lágrimas, e falando com paixão para os membros por muitas horas, até que ficasse encharcado de suor. Durante este tempo o fundamento do movimento para a obra na Coreia estava se fortalecendo, se expandindo de apenas 20 igrejas em 1957 para mais de 1.000 em 1960. Missionários foram enviados para o Japão em 1958, e para os Estados Unidos em 1959, marcando o início substancial para a obra de espalhar a mensagem de salvação e a paz mundial ao redor do globo, onde a esperança da nova vida chamou a atenção de muitos jovens. Os membros estavam inflamados com inspiração e o movimento cresceu rapidamente, logo tendo missionários em 180 países. O Rev. Moon fundou uma variedade de organizações para reunir as pessoas em diferentes áreas para abordar diferentes formas de realizar a paz mundial. A mensagem do Rev. Moon explicou que a paz mundial não é algo que pode ser edificada com força militar ou recursos financeiros, mas ao invés, é importante que as pessoas compreendam que elas são irmãos e irmãs sob um único Deus e tratem umas as outras com amor verdadeiro. Ele ensinou que o comunismo era uma ameaça para a paz mundial, porque sua ideologia nega a existência de Deus.

Progresso nos Estados Unidos

Em 1965, acompanhado por dois de seus seguidores, o Rev. Moon fez uma turnê internacional de discursos, visitando 40 nações incluindo o Japão, os Estados Unidos e a Europa. Durante esta viagem, ele encontrou o presidente dos Estados Unidos Dwight Eisenhower, e falou a ele sobre o papel dos Estados Unidos em assegurar a verdadeira paz mundial. Como um pioneiro da paz, ele visitou a Casa Branca em 1974, e encontrou o presidente Richard Nixon. Ele ressaltou que os Estados Unidos, um país que foi fundado sobre princípios de liberdade religiosa, e que tem sido abundantemente abençoado por Deus, tem uma responsabilidade de lutar na linha de frente na batalha pela paz mundial. Após isto, ele seguiu para uma turnê de 32 cidades ao redor dos Estados Unidos, falando sobre ‘O Novo Futuro do Cristianismo'.

Ele realizou uma reunião chamada ‘Dia da Esperança' no Madison Square Garden, na qual participaram 25.000 pessoas, e foi convidado para falar diante do Congresso dos Estados Unidos. Manifestações foram realizadas em 1976 no  Yankee Stadium e no Washington Monument, onde participaram 54.000 e 300.000 pessoas. A mensagem do Rev. Moon trouxe nova esperança e direção para muitos dos jovens que participaram.


Sofrimento e Vitória

Vendo a crescente influência do Rev. Moon, alguns americanos ficaram preocupados. Em 1981, o Rev. Moon foi processado sob a acusação de sonegação de imposto de renda. O processo judicial se arrastou por dois anos e nove meses, com o governo americano esperando que ele usaria a oportunidade de deixar o país a fim de evitar ter que enfrentar as acusações. Professando sua inocência até o final do julgamento, o Rev. Moon foi considerado culpado, e enviado para a Prisão Federal de Danbury. 3.500 líderes religiosos de todas as denominações a partir de todas as partes do mundo se uniram em um só coração para uma marcha na frente da Casa Branca em protesto pela sentença condenatória. Para enfatizar a importância de proteger a liberdade religiosa como garantida na constituição americana, os líderes religiosos se revesaram visitando o Rev. Moon na prisão toda semana. De dentro de sua cela na prisão, o Rev. Moon continuou sua obra pela paz mundial, e foi premiado com o doutorado honorário em Divindade pela Escola de Divindade e Teologia Batista.

 

 

Visitantes

Nós temos 55 visitantes online

Comprar

Livros Online