Notícias

 

Homenagem com Prêmio Reunificação Nacional na Igreja em Pyongyang

Douglas Burton e Dr. Mark Barry

Publicado: 07/09/2012

A Junta Governante da Assembléia Suprema do Povo da RPDC conferiu o Prêmio Reunificação Nacional ao Rev. Sun Myung Moon, de acordo com o Serviço Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA). O Rev. Hyung Jin Moon, que está na posição de chefe de uma igreja global, se reuniu no dia 7 de setembro de 2012 com o alto escalão da Coreia do Norte e familiares idosos do Rev. Moon no complexo da igreja em Pyongyang.

“Moon contribuiu positivamente para realizar a conciliação e unidade da nação e a reunificação pacífica do país, e alcançar a prosperidade comum para a nação, verdades para o Presidente Kim Il Sung  e ideais do líder Kim Jong Il, sobre a grande unidade nacional e a linha da reunificação nacional,” de acordo com a reportagem da KCNA. No mesmo dia, o líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jon Un enviou uma coroa de flores para o esquife do Rev. Moon no mesmo local. O Rev. Hyung Jin Moon foi cumprimentado no Centro da Paz pelo tio de Kim Jon Un, Jang Song Taek.

“Talvez Kim Jong Un não cumprimentou Hyung Jin Nim pessoalmente porque ele se vê como um chefe de estado, e a contraparte não é. Portanto, ele enviou seu tio, Jang Song Taek,” comentou o Dr. Mark Barry, um professor adjunto no Seminário Teológico da Unificação e um especialista no tema Coreia do Norte.

Leia mais...

 

Memorial

Leia mais...

 

Fundadores da Igreja de Unificação Proclamam

a Inauguração da “ONU Abel das Mulheres”

Os fundadores da Igreja de Unificação, o Rev. e Sra. Sun Myung Moon, estabeleceram um órgão consultivo internacional intitulado “Nações Unidas Abel das Mulheres” durante a reunião de inauguração organizada pela Federação Internacional das Mulheres para a Paz Mundial (WFWPI) no Centro Mundial da Paz de Cheongshim na Coreia do Sul no dia 16 de Julho de 2012.

A justificativa para o novo órgão é que na nova era da liderança das mulheres, chamada pelos fundadores de “Era da Orla do Pacífico,” há uma necessidade de um órgão de líderes mundiais de ONGs cuja sabedoria e julgamento podem complementar as deliberações das Nações Unidas, que é um órgão de governos, e que é predominantemente masculino. O propósito de estabelecer a ONU Abel das Mulheres é curar as feridas e construir um mundo de paz pela reconciliação, perdão, amor e abraço além das barreiras de guerras e conflitos, raças e religiões, fronteiras e idiomas.

A assembléia reuniu aproximadamente 12.000 participantes com o Rev. e Sra. Sun Myung Moon, os Verdadeiros Pais,” e seus filhos, os “Verdadeiros Filhos.” A Dra. Lan Young Moon, presidente da WFWPI e a Mestre de Cerimônias para este evento, ofereceu considerações introdutórias, as quais foram seguidas pelo “Hino do Cheon Il Guk” e uma oração do Dr. Joon Ho Seuk, o presidente da Igreja de Unificação na Coreia.

A assembléia reuniu aproximadamente 12.000 participantes com o Rev. e Sra. Sun Myung Moon, os “Verdadeiros Pais,” e seus filhos, os “Verdadeiros Filhos.”

O Dr. Seuk orou: “Por favor, guie a ONU Abel das Mulheres, a qual os Verdadeiros Pais estabeleceram com amor e sincera devoção, para se tornar uma importante organização providencial juntamente com a ONU Abel. Por favor, guie a ONU Abel das Mulheres para apresentar as soluções fundamentais para todos os problemas que levam à guerra, fome e doenças, e assumir a condução da edificação de um fundamento para uma pessoa dedicar a vida a Deus e acelerar o estabelecimento da cultura do coração.”

Após a introdução de vários VIPs e representantes internacionais, a Sra. Carolyn Handschin, representante da WFWPI na ONU em Genebra, apresentou um relatório. A Sra. Tetsuko Kuboki, vice-presidente da WFWPI do Japão ofereceu considerações de boas vindas: “Acredito que este é um evento muito significativo onde todas as mulheres do mundo se juntam, criam uma rede pela paz, e estabelecem a ONU Abel das Mulheres a fim de assumir a condução para a realização da paz mundial.” “Em nome das mulheres japonesas, estamos realmente felizes e gratas, e queremos participar e contribuir para o movimento juntamente com o melhor de nós.”

O Dr. Thomas G. Walsh, presidente da UPF Internacional, disse em suas considerações: “A Era do Pacífico e a Era das Mulheres estão surgindo juntas. Como a ONU foi estabelecida por homens da Era do Atlântico de Roosevelt e Churchill, a ‘ONU Abel das Mulheres’ mostra o pensamento sobre a mudança dramática e cuja era chegou. Eu aprecio a liderança, discernimento, sabedoria e coragem do Rev. E Sra. Sun Myung Moon, os Verdadeiros Pais da humanidade.”

Acompanhados por seus filhos, o Rev. Hyung Jin Moon (esquerda), presidente internacional da Igreja de Unificação, e Kook Jin Moon (direita), o Rev. e Sra. Sun Myung Moon tocaram um gongo que simbolizou a proclamação do estabelecimento da ONU Abel das Mulheres.

Uma apresentação em vídeo intitulado “Verdadeiros Pais, Rei e Rainha da Paz” precedeu a entrada do Rev. E Sra. Sun Myung Moon, que entraram no auditório sob gritos e aplausos. Então, a Profa. Yeon Ah Choi, vice-presidente e da WFWPI e Angelika Selle, vice-presidente da WFWPI dos EUA, ofereceram flores para o Rev. E Sra. Sun Myung Moon.

Durante seu discurso, o Rev. Sun Myung Moon disse que “A WFWP deve conectar governos, organizações e indivíduos de todo o mundo como um único corpo e movê-los em frente além do nível de uma simples ONG de mulheres, e para isso, o estabelecimento da ONU Abel de Mulheres é absolutamente necessário e é um comando de Deus. Eu enfatizo mais uma vez que a ONU Abel de Mulheres deve ter como sua primeira prioridade a educação do sentido correto dos valores e do verdadeiro movimento familiar de amor verdadeiro de servir os outros. Os líderes, que ignoram ou não podem ver claramente a nova realidade global, serão varridos pelas mudanças que surgem como um tsunami. Acredito que agora é o tempo de seguir em frente de forma ousada para receber as novas oportunidades e valores.”

Após o discurso, o Rev. e Sra. Sun Myung Moon tocaram um gongo que simbolizou a proclamação do estabelecimento da ONU Abel das Mulheres. Por fim, a Sra. Mi Hwa Park, presidente do comitê central da WFWP, conduziu três gritos de Eog Mansei que indicou que a reunião de inauguração da ONU Abel das Mulheres tinha sido concluída.

Fonte: unificationnews.com

Tradução e adaptação: Marcos Alonso

 

 

Visitantes

Nós temos 15 visitantes online

Comprar

Livros Online